Atividades aeróbicas e anaeróbicas

Os tipos de atividades físicas podem se dividir em treinamento aeróbico e anaeróbico, e cada tipo se adequa melhor a uma necessidade ou pessoa que irá praticar, caracterizando-se assim, ambos os tipos como uma forma funcional de acelerar o metabolismo. O exercício aeróbico é aquele onde a pessoa trabalha seus músculos de maneira rítmica e com oxigênio, ou seja, a geração de energia pelos músculos é feita com utilização de oxigênio. Tais atividades têm um nível de intensidade e um tempo de execução contínuo, no qual diversos sistemas do corpo são estimulados, como o cardiorrespiratório, metabólico e vascular.

As atividades aeróbicas podem ser ciclismo, natação, corrida e caminhada, por exemplo. E, são mais indicadas para quem objetiva perda de peso de forma geral, sem muito fortalecimento de cada parte do corpo. Nestas modalidades, o organismo das pessoas passa a queimar lipídeos para que possa estocar os carboidratos, uma vez que os carboidratos contém os açucares e estes são utilizados na geração de energia aeróbica. Qualquer pessoa que queira queimar as calorias de forma mais rápida pode praticar estas modalidades, mas é importante a consulta com especialista para certificar que não haja problemas cardíacos entre outros que dificultam a prática destes exercícios.

Já na forma de atividade anaeróbica há uma fonte de energia que não depende do oxigênio, onde as atividades têm duração mais curta e grande intensidade. Estes tipos de atividades têm como objetivo fortalecer o músculo, focando-se apenas em alguns músculos em especial. Com esta modalidade é importante ter em mente que após o emagrecimento de uma pessoa, de forma geral com exercícios aeróbicos, a pele pode ficar flácida e os músculos fracos, sendo assim os exercícios anaeróbicos visam fortalecer estes músculos com a massa.

O que não se sabe ainda é que com quanto mais músculos fortes, maior a velocidade de queima de gordura por parte de um organismo, pois o corpo precisa de muito mais energia. Portanto, é uma ótima fonte de emagrecimento também, onde as pessoas trocam peso em gordura por peso em massa magra. Tais atividades também podem ser praticadas por qualquer pessoa que busque perder peso e se fortalecer, desde que não tenha problemas que não permitem a prática de atividades que demandem gasto de energia e força, sendo sempre importante avaliar as possibilidades com um profissional.

Ambas as atividades podem ser práticas em academias, com a ajuda de aparelhos e aulas personalizados.

 

Benefícios da Natação

A natação é considerada um esporte completo porque exercita os principais grupos musculares do corpo humano, além de movimentar as articulações, também contribui para o desenvolvimento cardiovascular e respiratório dos indivíduos praticantes dessa modalidade. Além de ser um esporte que produz excelentes benefícios para a saúde, pode ser praticado por pessoas acima do peso, com problemas articulares, por idosos e até por crianças a partir dos seis meses de idade, já que é muito eficiente para o desenvolvimento neuromotor dos bebês, gerando crianças mais independentes e confiantes.

A natação contribuindo para aliviar os sintomas dos problemas respiratórios

Alguns especialistas aprovam e até recomendam aos seus pacientes a prática da natação, que por melhorar a capacidade respiratória, tem como consequência contribuir para o alívio dos sintomas de algumas doenças respiratórias como a bronquite, a rinite alérgica ou a asma, por exemplo. Lembrando, que a asma ainda não tem cura, somente tratamento, e nesse aspecto a natação pode contribuir para diminuir a intensidade das crises e proporcionar o aumento da qualidade de vida do paciente. O mesmo ocorre com a bronquite e a rinite alérgica, sendo que para pessoas alérgicas ao cloro, que é muito utilizado na maioria das piscinas, deverá consultar ao médico para evitar que problemas mais graves possam ocorrer. A natação é uma boa aliada também contra os mucos, já que facilita a expectoração não só por causa do ambiente úmido, mas também por causa do fortalecimento dos alvéolos pulmonares devido ao esforço respiratório produzido durante a atividade.
A natação e o emagrecimento

Algumas pessoas sentem muita dificuldade na hora de iniciar uma atividade física e sair do sedentarismo por causa de lesões articulares ou por estarem muito acima do peso. Com a natação, iniciar uma atividade física se torna bem mais fácil e prazerosa, pois é um esporte considerado seguro que pode ser praticado durante o ano todo, graças às piscinas aquecidas oferecidas por alguns clubes ou academias. O gasto calórico, que proporciona a perda de peso, vai depender da intensidade do exercício e do estilo de natação escolhido. O estilo Crawl é considerado o mais veloz da modalidade, trabalha os glúteos, deixa as pernas mais torneadas e tem um gasto calórico aproximado de 560 calorias em uma hora. Já o estilo Borboleta, exige mais condicionamento físico, força e flexibilidade, define o abdômen, também fortalece o peitoral e as costas, por isso é considerado o mais completo de todos os estilos, o seu gasto calórico aproximado é de 770 calorias em uma hora. Com o estilo Peito o gasto calórico em uma hora do exercício pode chegar a 700 calorias, também trabalha a parte interna das coxas, o peitoral e as costas. No estilo Costas é possível gastar em torno de 490 calorias em uma hora e trabalha a parte anterior da coxa, costas e os braços, sendo excelente para o fortalecimento daquele famoso músculo do “tchauzinho” que tanto incomoda as mulheres.

A natação como condicionamento físico

Para aqueles que buscam um exercício apenas para condicionamento físico, a natação é altamente recomendada, já que trabalha todos os músculos do corpo e ainda desenvolve o sistema cardiovascular, aumentando consideravelmente a resistência física. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o sedentarismo foi identificado como o 4º fator de risco para a mortalidade global e, por esse motivo, a atividade física é tão importante. Além de todo o trabalho corporal, algumas pessoas declaram que a natação não somente melhora o físico, mas também a mente de quem pratica a atividade, principalmente para as pessoas que sofrem com doenças psicossomáticas. Mas é importante salientar que toda a prática de exercícios físicos deve ser monitorada por profissionais habilitados, respeitando os limites de cada indivíduo. A frequência indicada para iniciar a natação pode ser de duas a três vezes por semana com o aumento gradativo na distância percorrida ou adaptada de acordo com a capacidade física e o grau de sedentarismo. Lembrando, que é de suma importância consultar um médico antes de iniciar qualquer atividade física para descartar a possibilidade de uma doença cardíaca preexistente ou outras, que possam ser agravadas com a atividade física.

 

Ioga: uma prática que ultrapassa as barreiras do físico

O que é e de onde veio?

A Ioga é uma prática que começou a ser difundida na Índia há mais de cinco mil anos, onde foram encontrados registros arqueológicos que comprovam sua existência. Mais do que ser considerada uma atividade física, a Ioga, diferente de muitas práticas que vemos por aí, tem uma teoria, religião e filosofia que transformam uma simples atividade de postura em um estilo de vida. A Ioga se difundiu de tal forma que hoje são cerca de 108 tipos de ioga com diferentes influências e métodos de variadas partes do mundo. Seus seguidores cresceram na mesma proporção, mas ainda assim são poucos os que usufruem plenamente da prática além dos benefícios físicos para alcançar a evolução humana – objetivo principal da Ioga.

Benefícios

A ioga é uma ferramenta primordial para a obtenção e manutenção da saúde corporal e mental. Dessa maneira, os benefícios da ioga podem ser divididos em físicos e espirituais. Nos físicos podemos ressaltar o melhor funcionamento dos órgãos, melhora da respiração diminuindo os problemas respiratórios, mais disposição para as atividades diárias, redução dos níveis de colesterol, controle da pressão arterial, fortalecimento dos músculos, melhora do equilíbrio e postura, melhora da circulação sanguínea e resistência. No âmbito espiritual os benefícios estão ligados à redução do estresse, ansiedade, insônia, depressão e aumento da paz interior e sensação de bem estar.

Como faz e para que serve?

Para praticar ioga não há contra-indicação, qualquer pessoa com domínio dos movimentos e discernimento para captar a complexidade da filosofia pode praticá-la. Ioga deveria ser uma atividade praticada por todas as pessoas, pois desaceleram o ritmo urbano intensamente refletido no cotidiano da maioria das pessoas. No que se relaciona à teoria, a Ioga estuda sua essência e história, estuda a lei do Karma, resgata o amor à humanidade, insere o praticante nos estudos filosóficos e tem o objetivo de dissolver características terrenas que impedem uma vivência plena, como o ego e a inveja. No que se refere ao físico, a Ioga executa mantras para se atingir a meditação e aplica posições físicas ligadas às posturas corporais.

Dessa maneira, a Ioga visa trazer mais saúde e qualidade de vida, levando às pessoas que o praticam a viverem mais felizes e por mais tempo, atingindo o estágio do auto-conhecimento tão fundamental à vida humana.

A hidratação e suas variáveis para uma vida saudável

A água é universalmente conhecida como uma bebida essencial para a sobrevivência. Para começo de conversa, em média 70% do corpo humano é composto deste líquido precioso. Dentre os benefícios já constatados por doutores sabe-se que ela ajuda em reações importantes do organismo como a digestão. Além disso, ela tem a função de filtrar e transportar nutrientes por todo o corpo resultantes do metabolismo, regular a temperatura corporal do corpo e melhorar o funcionamento dos órgãos como rim e coração. Outro benefício, é que ela atua na hidratação dos cabelos e da pele, preservando assim, o aspecto saudável.

Porque suar é tão fundamental?

A todo instante o ser humano elimina líquidos do organismo pela urina, respiração e, no calor, principalmente pelo suor. Isso porque os líquidos ajudam a filtrar e eliminar as toxinas do organismo e buscam regular a temperatura corporal através da evaporação com o objetivo de manter a temperatura por volta dos 37°. Durante uma atividade física constante, o suor fica ainda mais em evidência, portanto deve-se consumir líquidos nos intervalos entre um exercício e outro para manter o corpo sadio e também para auxiliar no transporte do oxigênio para os músculos por meio de glóbulos vermelhos presentes no sangue. Além disso, durante o exercício físico, o líquido contribui para regular a pressão arterial, melhorar a circulação e manter o rim funcional.

Frutas e legumes que hidratam 

A água está presente em todas as frutas, verduras e legumes, isso já demonstra o quanto a bebida é essencial para a vida. Dentre as frutas com a maior presença do líquido estão: melancia com 92% de água e 31 calorias, morango com 92% e 30 calorias, pêssego com 89% e 35 calorias, framboesa com 87% e 57 calorias uma porção de 100g e abacaxi com 87% e 48 calorias a cada 100g. Dentre os legumes estão: pepino com 96% e 17 calorias a cada 100g, abobrinha com 95% e 17 calorias a cada 100g, tomate com 94% e 20 calorias, cenoura com 88% e 45 calorias. Já as verduras de destaque são: alface com 96% e incríveis 10 calorias, espinafre com 92% e 40 calorias e o repolho com 93% e 15 calorias. Além disso, esses alimentos apresentam vitaminas A, C, cálcio, potássio, fósforo, vitaminas do complexo B, além de ajudar a manter a forma.


Ingestão de líquidos
Todos já ouviram ao menos uma vez na vida do médico, nutricionista ou algum parente que é preciso ingerir cerca de dois litros de líquido por dia. Pois então, essa afirmação é a pura verdade. As pessoas eliminam líquidos constantemente e, por isso, é necessário sempre a reposição para manter a hidratação e também para o equilíbrio corporal dos órgãos que levam a uma melhor qualidade de vida.

Correr ou caminhar? Eis a questão!

A corrida e a caminhada são atividades aeróbicas que fazem muito bem à saúde e disso ninguém discorda. Além disso, essas atividades proporcionam muitas outras vantagens à vida de quem as pratica que vão desde o aumento do condicionamento físico até mesmo o aumento do círculo de amigos, já que quem corre ou caminha nunca anda sozinho. Pensando nisso separamos algumas das principais vantagens desses dois exercícios, para ajudar quem está indeciso sobre qual praticar. Vamos conferir?

Principais benefícios da caminhada

Melhora a circulação sanguínea: quem sofre de algum problema relacionado à circulação como a hipertensão arterial pode encontrar na caminhada uma forte aliada. Um estudo que foi realizado pela Universidade de São Paulo (USP) comprovou que com apenas 40 minutos de caminhada é possível controlar a pressão por cerca de 24 horas após a prática do exercício, o que é uma ótima dica para quem sofre com essa doença que infelizmente ainda não possui cura.

Melhora a oxigenação do sangue: quem costuma andar com frequência já começa a perceber logo nos primeiros dias uma melhora no condicionamento pulmonar, já que a caminhada faz com que tenhamos que respirar mais fundo e com mais frequência, potencializando a sensação de bem estar. O aumento do volume de oxigênio no sangue produz vários benefícios, já que é capaz de melhorar o funcionamento do cérebro, retardar o envelhecimento e aumentar a produção de células de defesa em nosso corpo, o que torna a pessoa mais resistente às doenças.

Emagrece: apenas alguns minutos de caminhada diariamente já são suficientes para quem deseja perder aqueles quilinhos a mais e que já estão incomodando. Além disso, a caminhada também é capaz de reduzir a vontade de comer em demasia, principalmente coisas gordurosas ou muito calóricas como frituras e chocolates, o que consequentemente acaba fazendo com que a perda de peso seja mais rápida e saudável.

Principais benefícios da corrida

Não exige um equipamento complexo: quem corre não precisa de um super equipamento para poder praticar sua atividade no dia a dia. Apenas um tênis de boa qualidade e com um sistema de amortecimento de impacto, uma bermuda e uma camiseta esportiva é possível começar a praticar a atividade, que também pode ser praticada em quase todo tipo de local.

Deixa as pernas fortes e torneadas: correr é uma excelente opção para quem está em busca de pernas perfeitas. O exercício estimula e muito a musculatura da região das pernas, assim em pouco tempo já é possível perceber coxas mais firmes e panturrilhas trabalhadas, além do aumento da massa muscular nessa região, melhorando a auto-estima e o bem estar do corredor!

Queima em média 500 calorias por hora de treino: estudos mostram que correr é uma das melhores atividades aeróbicas para quem quer perder peso e alcançar o corpo que sempre desejou. Além disso, como na caminhada, quem corre também sente a redução da vontade de comer guloseimas, o que potencializa o efeito da perda de peso.

Previne uma série de doenças: a corrida também é capaz de tornar o indivíduo muito mais resistente a diversos tipos de doenças, principalmente aquelas que estão ligadas ao sistema cardiovascular como ataques cardíacos e também o acidente vascular cerebral (AVC), além de muitas outras que podem se tornar fatais se aliadas ao sedentarismo.

É claro que esses são alguns dos benefícios que esses exercícios podem proporcionar para quem está em busca de uma vida mais saudável. Para quem está pensando em começar a andar ou correr, é altamente recomendado que seja feita uma visita ao médico, para verificar com qual frequência deve-se praticar a atividade.