5 benefícios do aplicativo SaúdeControle

SC 1 - benefícios
Controlar doenças, organizar as datas dos exames rotineiros, lembrar-se de tomar seus medicamentos são tarefas não muito fáceis com a correria do dia a dia.

Ao utilizar o SaúdeControle, multiplataforma para o arquivamentos das informações médicas, você concentra seus registros de saúde facilitando e agilizando o atendimento para diagnósticos assertivos.

Através do site ou app do SaúdeControle, você tem esses principais benefícios:

1) Ficha clínica completa na palma da mão;
2) Exames organizados por datas, com a possibilidade de envio de imagem e também busca automática de exames, caso você tenha seu login e senha do laboratório;
3) Histórico médico dos dependentes;
4) Dicas de saúde;
5) Central de alertas e notificações (agendamentos, alerta de medicamentos, entre outros).

E os benefícios não acabam por aí! Ao completar 70% do seu perfil no SaúdeControle, você tem acesso a Carteira Benefício Medicamento, que concede descontos de 8 a 55% em mais de 14.000 medicamentos!

Além disso, o SaúdeControle tem o intuito de facilitar o processo de questões relacionadas à saúde, então, você encontra uma plataforma completa para o gerenciamento das informações médicas.

Resultado: Agilidade, economia e informação em benefício da sua saúde!

Baixe o SaúdeControle agora mesmo e tenha o seu histórico médico na palma da sua mão!

Diabetes: conheça os sintomas

diabetes-528678_1920Diabetes é a incapacidade do corpo em produzir insulina, que, por sua vez, controla a glicose no sangue. O nosso corpo precisa desse hormônio, para utilizar a glicose, que conseguimos obter por meio dos alimentos. Quando uma pessoa é diagnosticada com sintomas de diabetes, o corpo não fabrica mais a insulina e, dessa forma, não consegue utilizar a glicose corretamente – o nível de sangue aumenta: a famosa hiperglicemia.

Antes de falarmos os sintomas de diabetes mais comuns, é necessário entender os diferentes tipos de diabetes:

Pré-diabetes

A pré-diabetes ocorre quando os níveis de glicose no sangue estão mais altos do que o normal, mas não caracterizam ainda nenhum tipo de diabetes. Nesse caso, essa ainda é a única forma de prevenção da diabetes: quando você é diagnosticado antes do quadro de diabetes do tipo 1 ou 2, por exemplo.

Diabetes tipo 1

Na diabetes do tipo 1, que ocorre entre a infância ou adolescência, podendo ser diagnosticada também em adultos, pouca ou nenhuma insulina é liberada para o corpo. Por conta disso, a glicose fica no sangue, ao invés de ser usada como energia.

O tratamento, geralmente, é o uso da insulina, remédios, planejamento alimentar e atividades físicas, para regular o nível de glicose no sangue.

Diabetes tipo 2

Já na diabetes do tipo 2, o organismo não é capaz de adequar a insulina que produz (ou não produz a insulina suficiente para o controle da taxa de glicemia).

Para o tratamento neste caso, é necessário realizar atividades físicas regulares, sendo necessário também um planejamento alimentar rigoroso. Em alguns casos, é necessário fazer o uso de insulina e medicamentos para o controle da glicose.

Diabetes gestacional

Geralmente, durante a gravidez, para permitir o correto desenvolvimento do bebê, o corpo da mulher passa por diversas mudanças hormonais. A placenta, que é uma fonte importante de hormônios, reduz a ação da insulina, responsável por receber e utilizar a glicose pelo corpo. Já o pâncreas, aumenta a produção de insulina para compensar o quadro.

Entretanto, em algumas mulheres esse processo não ocorre e, dessa forma, desenvolvem o quadro de diabetes gestacional, com o aumento do nível de glicose no sangue.

O tratamento para esse quadro é o acompanhamento nutricional e, para cada período da gravidez, uma quantidade certa de nutrientes. Outra prática recomendada é a prática de exercícios físicos regulares.

Veja abaixo os principais sintomas de diabetes:

Cansaço;
Perda de peso repentina;
Visão turva;
Fome excessiva;
Infecções;
Formigamento;
Sede com frequência;
Cicatrização lenta.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas redes sociais!

Conheça as funcionalidades do SaúdeControle

Você, que ainda não organiza as informações médicas pelo aplicativo ou site do SaúdeControle, está na hora de usá-lo como aliado no arquivamento e monitoramento do seu histórico médico!

O SaúdeControle é multiplataforma. Você acessa pelo aplicativo ou site, faz o seu cadastro e insere todas as informações antigas e recentes: consultas, exames, vacinas, cadastro de medicamentos para alertas de notificações. Além disso, você tem a possibilidade de convidar seu médico para utilizar o Visão Médico e exportar suas fichas clínicas e informações médicas a qualquer momento.

No aplicativo do SaúdeControle, você conta com uma área exclusiva para descontos, onde você pode buscar medicamentos, localizar a farmácia mais próxima e acessar a sua Carteira Desconto Medicamento, que concede descontos que variam de 5 a 55% em mais de 14 mil medicamentos!

Ainda tem dúvidas de como utilizar o SaúdeControle? Acesse o vídeo explicativo, clique aqui.

Alimentos com mais potássio do que a banana

banana

Você sabia que o potássio é um dos micronutrientes com maior poder no corpo humano? Mesmo sendo um dos minerais com maior abundância em nosso organismo, é importante seu consumo para ter uma boa saúde.

O potássio está associado ao funcionamento do cérebro, coração, rins e músculos, fazendo com que o corpo humano funcione como um todo.

Além disso, o potássio ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue, atua como fio condutor de oxigênio para o cérebro e está ligado diretamente à saúde mental, atuando como travão de declínio cognitivo.

Quem é adepto a prática de exercícios físicos sabe o quanto este micronutriente é importante para a recuperação muscular e para a prevenção de cãibras.

Muitas pessoas associam o consumo da banana com o aumento do potássio no organismo, mas existem outros alimentos com maior presença deste nutriente:

· Alperce (Damasco);
· Abacate;
· Chávena de molho de tomate;
· Chávena de feijão branco;
· Batata-doce;
· Iogurte magro.

Achou interessante este artigo? Compartilhe nas redes sociais!

Glúten: conheça os riscos para pacientes celíacos

O número de indivíduos com intolerância ao glúten é cada vez maior. Inclusive, mesmo que você não sofra de intolerância à proteína, os riscos de consumi-lo são enormes.

Riscos dos alimentos com glúten

O glúten é uma proteína amorfa que está presente em muitos alimentos – como os pães, pizzas, massas e cervejas, por exemplo.

Em pacientes com doença celíaca, a ingestão de glúten desencadeia uma reação exagerada do sistema imunológico, podendo causar sintomas típicos como diarreia, anemia, perda de peso e osteoporose.

Estudos descobriram, ainda, que o glúten é capaz de desencadear processo inflamatório, piorando o quadro de doenças intestinais e doenças crônicas como esclerose múltipla, asma e artrite reumatoide.

Outro risco do glúten é a predisposição a resistência à insulina (principal causa de diabete tipo 2), e também maior chance de desenvolver a diabetes do tipo 1.

Tratamento

Mesmo parecendo simples cortar o glúten da dieta, é importante consultar um médico para fazer o acompanhamento do quadro. Ainda assim, uma dieta isenta de glúten e alimentos industrializados, é indicada para os pacientes com doenças autoimunes.

Achou interessante esse conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!

SaúdeControle: multiplataforma que organiza as informações médicas

slider3O SaúdeControle é multiplataforma (app e site) que facilita na organização, monitoramento e arquivamento do seu histórico médico – e também dos seus dependentes.

Veja abaixo as principais funcionalidades do SaúdeControle:

· Consultas: arquive e organize o histórico das suas consultas, com CRM do médico e outras informações.

· Exames: busca automática com laboratórios parceiros, também sendo possível fazer o upload do arquivo.

· Monitoramento: faça o histórico de medições como Glicose, Hemoglobina Glicada, Colesterol (LDL, HDL e VLDL), Triglicérides, Pressão Arterial e Peso.

· Ficha Clínica: preencha as 15 fichas de especialidades médicas e, ao completar 70% do seu perfil, ganhe o acesso à carteira de descontos em medicamentos.

· Histórico Familiar: facilite no mapeamento das possíveis doenças diagnosticadas em sua família.

· Carteira Desconto Medicamentos: um benefício exclusivo do SaúdeControle, que concede descontos de 5 a 55% em mais de 14 mil medicamentos.

· Linha do Tempo: gerencie e analise todo o seu histórico médico, com todas as informações que foram armazenadas ao longo do tempo.

· Exportação: todo o seu histórico médico pode ser exportado a qualquer momento ao seu médico de confiança, facilitando no acompanhamento e diagnóstico.

E você, como organiza as informações médicas? Baixe o SaúdeControle agora mesmo, organize e arquive o seu histórico médico!

Achou interessante este artigo? Compartilhe nas redes sociais!

Exercícios + Alimentação.

Alimentos ideais para repor a energia após os exercícios

A combinação de uma alimentação balanceada e a prática diária de exercícios físicos é a chave para uma vida saudável. Os adeptos da musculação e das atividades aeróbicas encontram nos alimentos a fonte de energia necessária para otimizar os resultados dos treinos. Por isso, é importante conhecer os alimentos ideais para repor a energia após os exercícios.

Basicamente, a atividade física acelera o gasto energético do corpo e faz com que os músculos sofram uma sobrecarga. Para aliviar estes sintomas e restabelecer os tecidos musculares, a alimentação qualificada é fundamental.

De acordo com os nutricionistas, os alimentos mais recomendados após os exercícios são os carboidratos simples e as proteínas. Confira algumas dicas importantes e conheça alguns alimentos ideais para serem consumidos depois da academia!

Os melhores alimentos para o pós-treino


Proteínas – Os alimentos que são fontes de proteínas ajudam a recuperar a massa muscular. Algumas sugestões para o pós-treino são o queijo branco, o peito de peru, as carnes magras, o atum e os iogurtes.

Carboidratos Simples – Os alimentos que se enquadram no segmento de carboidratos simples são importantes para restabelecer os níveis de glicogênio muscular, responsável pela liberação da energia. As opções são vitaminas de frutas, lanche feito de pão e queijo branco, pequena porção de macarrão com vegetais, entre outras.

Benefícios da alimentação depois do treino


Além de garantir as vitaminas e nutrientes que o corpo precisa e ajudar a recuperar a energia, uma alimentação adequada e realizada 30 minutos após o treino pode evitar a fadiga, o que é importante para que o atleta ou praticante de atividade física tenha mais disposição para dar continuidade ao seu programa de exercícios.

Outro ponto que merece ser destacado é que a alimentação saudável também deve ser acompanhada por uma intensa hidratação. A dica é beber bastante água, isotônicos e sucos durante o dia. Fique sempre atento às proporções dos alimentos na dieta e consulte um nutricionista para mais informações!

Cuidados para prevenir o envelhecimento precoce da pele.

O envelhecimento é um processo natural do ser humano.

Entretanto, alguns fatores como má alimentação, dificuldade com o sono, excesso de exposição ao sol, pouca ingestão de água e o hábito de fumar contribuem para o aceleramento do processo de envelhecimento da pele. Tais fatores levam à diminuição da produção de colágeno, aumento da desidratação e da formação de rugas, graças ao aumento da oxidação celular que causam.

A adoção de um estilo de vida mais saudável acarreta no rejuvenescimento da pele e uma aparência mais viçosa, firme e homogênea. O uso diário de protetor solar, a limpeza constante da pele, o consumo de vitaminas C e E e a prática de exercícios são grandes aliados da beleza da pele.

Além disso, a saúde mental também influencia no envelhecimento precoce. Fatores como infelicidade, estresse, falta de exercício e de descanso e má alimentação tem um impacto relevante na aparência física.

Alguns alimentos são funcionais e seu consumo ajuda na longevidade da pele e do organismo, aqui vão alguns exemplos:

Abacate

É rico em gorduras monoinsaturadas e ácido fólico e ajuda a reduzir o colesterol LDL e a reduzir os níveis de homocisteína, que é um aminoácido que pode dificultar o fluxo de sangue nos vasos sanguíneos.

Maçã

Tem quercetina, substância que reduz o risco de ataques cardíacos, Parkinson, alergias, Alzheimer, câncer de próstata e pulmão, além de reduzir o inchaço.

Azeite de oliva extra-virgem

Possui ácidos graxos e polifenóis que reduzem inflamações nas células e nas articulações.

Alcachofra

Reduz o risco de acidentes cerebrovasculares, por conta dos flavonoides e polifenóis, contribui para a formação dos ossos com seu potássio e magnésio, e ainda possuem vitamina C, que ajuda a manter a imunidade do organismo.

Cacau

Rico em flavonoides, que melhoram o fluxo sanguíneo no cérebro, além de vitaminas e minerais, polifenóis antioxidantes, catequinas e epicatequinas, bom para pele, cérebro e coração.

Linhaça

Fonte de ômega 3, que propicia ao organismo o retardo do envelhecimento das células, melhorando a qualidade de vida.

Alecrim

Relaxante muscular, anti-inflamatório, cicatrizante, fortificante, bactericida e antisséptico, o alecrim possui substâncias antioxidantes que retardam o envelhecimento das células e eliminam toxinas do organismo.

Dezembro laranja: aprenda como utilizar corretamente o protetor solar.

Pensando na enorme incidência dos casos de câncer de pele, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) resolveu lançar a campanha ”Dezembro Laranja”. Com o intuito de promover a conscientização de se prevenir este e outros males causados pela exposição indevida ao sol, a ação visa difundir a importância do uso correto do protetor solar. Confira algumas dicas para não errar na hora de utilizá-lo:

1- Escolha o mais adequado ao seu tipo de pele:

Há uma infinidade de tipos de protetores solares no mercado e cada um deles atende à uma necessidade em específico. Entenda:

- Peles claríssimas:
Muito sensíveis à luz do sol, tendem à vermelhidão ao invés do bronzeamento e são as mais propensas ao câncer. Indica-se fatores de proteção acima de 60.

- Peles claras:
Embora sejam um pouco mais pigmentadas que as claríssimas, ainda apresentam dificuldades em se bronzearem, o que faz com que necessitem de um produto com proteção solar de no mínimo 50.

- Peles morenas claras:
Com certa tendência a ficarem bronzeadas, precisam de fatores de proteção maior que 45, caso estejam sem tomar sol há algum tempo. Após alguns dias de exposição, pode-se reduzir para 30.

- Peles morenas escuras:
São pigmentadas, mas não podem dispensar a proteção solar de no mínimo 30, pois podem desenvolver manchas e outras complicações de maior seriedade.

- Peles negras:
Com maior pigmentação que as demais, não sofrem com as terríveis queimaduras. Protetores de fator 15 são recomendados para utilização diária e os de 30, quando sabe-se que o tempo de exposição ao sol será maior.

2- Atente para a correta aplicação:

O protetor solar deve ser aplicado diariamente e de forma generosa sobre todas as áreas que ficarão expostas ao sol. O ideal é reaplicar o produto a cada 2 horas e em caso de suor abundante, sempre que necessário. Quem possui histórico de câncer de pele na família deve procurar o auxílio de um médico dermatologista para acompanhamento mais aprofundado.

3- Cuidados com as crianças:

Após os 6 meses de vida, a criança já deve fazer uso do protetor solar. É importante que seja um produto desenvolvido especificamente para a pele dessa faixa etária, já que é bastante delicada.

Prevenção do câncer de mama, para mulheres e homens.

Algumas dicas que podem te ajudar a prevenir!

O câncer de mama, embora seja responsável por uma grande quantidade de óbitos todos os anos no Brasil e no mundo, é uma doença que tem cura. Todavia, de acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é um dos tipos de tumor maligno que mais atinge as brasileiras e um dos que mais causa mortes entre o sexo feminino em nosso país.

Essa grande ocorrência de casos fatais se deve principalmente a falta de prevenção, pois a detecção do câncer de mama em seus estágios iniciais é um fator determinante para que seja possível vencer essa doença.

O câncer de mama surge quando as células dessa região passam a se dividir de maneira anormal (acelerada), o que favorece o desenvolvimento do tumor maligno. A ocorrência dessa doença é mais comum após os 35 anos, sendo que a maioria dos casos acontece em pessoas com mais de 50 anos. É importante ressaltar que esse tipo de câncer também atinge os homens, embora em uma porcentagem bem inferior àquela observada nas mulheres.

Mostraremos a seguir como ambos os sexos podem se prevenir contra essa doença. Acompanhe e tire todas as suas dúvidas.

Fazer o autoexame da mama constante

Na verdade, o termo prevenção em relação ao câncer de mama se refere mais ao fato de detectar o seu surgimento precocemente, pois devido a diversos aspectos relacionados a essa doença ainda não existem meios precisos de evitá-la. Com isso, a melhor maneira de impedir o surgimento dos tumores é não deixar que condições de risco se instalem e estimular os aspectos que são considerados protetores contra esse tipo de câncer.

No entanto, tanto as mulheres como os homens podem tentar detectar a presença de algum nódulo em suas mamas (principal sintoma da doença) por meio do autoexame, que deve ser realizado mensalmente, principalmente em pessoas com mais de 40 anos.

Fazer uma mamografia a cada dois anos após os 50 anos

O exame de mamografia é a maneira mais eficiente de observar a ocorrência do câncer de mama. Esse exame é bastante preciso na detecção de qualquer anormalidade na mama, mesmo quando o nódulo ainda está no início de sua formação e não é possível encontrá-lo por meio do autoexame. Assim, a mamografia deve ser realizada pelo menos uma vez a cada dois anos por pessoas com mais de 50 anos.

Adotar medidas que protegem o corpo contra o Câncer

Existem diversos fatores que favorecem o surgimento do câncer de mama, tais como questões genéticas, obesidade, idade avançada, condições reprodutivas, entre outras.

Dessa forma, manter uma alimentação saudável e nutritiva, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e praticar atividades físicas regularmente são algumas boas medidas que podem ser adotadas para evitar o surgimento de características favoráveis ao desenvolvimento do câncer de mama.