Dezembro laranja: aprenda como utilizar corretamente o protetor solar.

Pensando na enorme incidência dos casos de câncer de pele, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) resolveu lançar a campanha ”Dezembro Laranja”. Com o intuito de promover a conscientização de se prevenir este e outros males causados pela exposição indevida ao sol, a ação visa difundir a importância do uso correto do protetor solar. Confira algumas dicas para não errar na hora de utilizá-lo:

1- Escolha o mais adequado ao seu tipo de pele:

Há uma infinidade de tipos de protetores solares no mercado e cada um deles atende à uma necessidade em específico. Entenda:

- Peles claríssimas:
Muito sensíveis à luz do sol, tendem à vermelhidão ao invés do bronzeamento e são as mais propensas ao câncer. Indica-se fatores de proteção acima de 60.

- Peles claras:
Embora sejam um pouco mais pigmentadas que as claríssimas, ainda apresentam dificuldades em se bronzearem, o que faz com que necessitem de um produto com proteção solar de no mínimo 50.

- Peles morenas claras:
Com certa tendência a ficarem bronzeadas, precisam de fatores de proteção maior que 45, caso estejam sem tomar sol há algum tempo. Após alguns dias de exposição, pode-se reduzir para 30.

- Peles morenas escuras:
São pigmentadas, mas não podem dispensar a proteção solar de no mínimo 30, pois podem desenvolver manchas e outras complicações de maior seriedade.

- Peles negras:
Com maior pigmentação que as demais, não sofrem com as terríveis queimaduras. Protetores de fator 15 são recomendados para utilização diária e os de 30, quando sabe-se que o tempo de exposição ao sol será maior.

2- Atente para a correta aplicação:

O protetor solar deve ser aplicado diariamente e de forma generosa sobre todas as áreas que ficarão expostas ao sol. O ideal é reaplicar o produto a cada 2 horas e em caso de suor abundante, sempre que necessário. Quem possui histórico de câncer de pele na família deve procurar o auxílio de um médico dermatologista para acompanhamento mais aprofundado.

3- Cuidados com as crianças:

Após os 6 meses de vida, a criança já deve fazer uso do protetor solar. É importante que seja um produto desenvolvido especificamente para a pele dessa faixa etária, já que é bastante delicada.