Exercícios de baixo impacto

Não é incomum no cotidiano sofrermos algumas lesões que afetam diretamente os nossos movimentos diários. Aquela dor insistente na coluna ou no joelho não deve ser ignorada, pois a tendência é agravar o problema se não dermos atenção até aos mínimos movimentos.
A seguir, algumas sugestões de exercícios de baixo impacto que auxiliam na recuperação de músculos, articulações e tendões, bem como suas indicações.

Natação ou Hidroginástica?

Quando imersos em uma piscina nossos corpos recebem a ajuda da física, uma força vertical chamada “empuxo” que permite que nossos corpos sintam com menos intensidade a força gravitacional. Mesmo possuindo o mesmo peso, nos sentimos mais leves, o que possibilita movimentos que fora d’água demandariam maior esforço.

Tanto a natação quanto a hidroginástica atuam no fortalecimento das articulações, tendões e músculos e oferecem baixo impacto, preservando e fortalecendo ao mesmo tempo. Para iniciantes é indicada a hidroginástica, que não requer nenhuma técnica específica, facilitando seu desenvolvimento. A natação é mais intensa e exige controle de respiração e técnicas.

Pilates

O pilates é resultado de um conjunto de técnicas e se tornou um “queridinho” entre os praticantes, isso porque seus efeitos podem ser sentidos com certa rapidez. Quem sofre de dor nas costas encontra aqui um grande aliado, pois além do baixo impacto, o pilates combate a rigidez muscular, corrige e melhora a postura, aumenta a flexibilidade e ajuda a prevenir futuras lesões nas articulações.

Os idosos são os mais atingindos pela fibromialgia, artrite e artrose, e o pilates tem contribuído para o alívio das dores relacionadas a essas doenças. Nessa fase da vida é natural perder parte da estabilidade, mais uma vez, essa atividade ajuda a reestabelecer o equilíbrio; por trabalhar corpo e mente, o praticante adquire maior consciência corporal e consequentemente maior controle sobre si.

É uma atividade altamente relaxante e pode ser praticada em todas as faixas etárias, mais indicado a partir dos 12 anos.

Bicicleta e caminhada

Caminhar é um exercício que fazemos naturalmente, mas é preciso estar atento ao terreno no qual se caminha para evitar torções e distensões, deve-se usar um tênis apropriado com amortecimento adequado ao peso e à distância percorrida, além de manter o ritmo e a postura.

A bicicleta, por sua mecânica, evita o impacto nas juntas que sofrem nossos joelhos durante uma corrida, por exemplo. Além de elevado gasto calórico é uma das maneiras mais divertidas de se praticar exercícios. Caminhar na esteira ou pedalar na ergométrica também traz resultados e uma preocupação a menos quanto ao relevo do solo e obstáculos no caminho.

Baixo impacto não significa baixo resultado, é apenas uma maneira inteligente de recuperar e preservar a musculatura e ligamentos e ainda usufruir dos benefícios desde a perda de peso e tonificação muscular até o equilíbrio da mente.

 

Alimentos que devemos incluir na dieta

A alimentação é essencial para o corpo porque garante não só a energia tão necessária para fazer todas as atividades, como também nos protege de doenças e garantem inúmeros benefícios. Separamos dez alimentos que não podem faltar no seu dia a dia e explicamos porque você deve consumi-los e quais as principais vantagens para a sua vida.

Azeite de oliva – imagine um alimento que permite reduzir o colesterol ruim, o LDL, e em contrapartida aumentar o colesterol bom, o HDL. Essa é uma das principais características do azeite de oliva que tem, ainda, as substâncias fenólicas que protegem as paredes arteriais do acúmulo do colesterol.

Alho – conhecido por sua ação antibacteriana, antifúngica, o alho ainda tem propriedades antivirais. O consumo de apenas seis dentes por semana podem reduzir o risco de câncer colo retal, de estômago e de próstata.

Brócolis – os componentes desse vegetal ajudam na produção de enzimas que desintoxicam o organismo e ajudam a prevenir diversos tipos de câncer.

Iogurte – outro alimento essencial é o iogurte, fonte de cálcio que ajuda no fortalecimento dos ossos. Por conter probióticos, o iogurte ajuda a manter baixo o crescimento de bactérias nocivas ao intestino e também a evitar doenças inflamatórias no intestino, no canal urinário e a prevenir doenças causadas por fungo no aparelho reprodutor feminino.

Aveia – ajuda a reduzir o colesterol ruim e a reduzir a pressão arterial por conter beta glucanas. Consumir aveia diariamente diminui o risco de ataques cardíacos em 10%.

Linhaça – outro grão que deve integrar o seu cardápio diário é a linhaça que pode ser polvilhada em saladas, sopas, iogurtes. A linhaça tem a chamada lignina, uma substância que bloqueia os receptores de estrógeno nas células e contribui para a redução de taxas de certos tipos de câncer relacionados a esse hormônio. O grão também ajuda a combater o envelhecimento, na baixa de peso, a controlar anemia, a acne, o desequilíbrio hormonal e a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Canela – a especiaria tem o poder de controlar o açúcar no sangue em pessoas com diabetes e ajuda a prevenir coágulos sanguíneos, além de ter propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias.

Chá – considerado uma das maiores fontes de antioxidantes da natureza, o chá protege contra doenças do coração, diminui o colesterol, previne coágulos e melhora a função dos vasos sanguíneos.

Lentilhas, feijão e ervilhas – esses grãos também são bons para o coração por conterem grande parte de fibra solúvel, que absorve o colesterol ruim do corpo. São também poderosos antioxidantes.

Mirtilo – em pesquisa feita por estudiosos essa fruta demonstrou ter mais antioxidantes do que outras frutas, além de ajudar em uma série de doenças como as do trato urinário e digestivo, na redução do colesterol, no controle da diabetes.

Mais sobre refluxo, azia e má digestão

Os refluxos, azias e a má digestão são consequências graves da falta de consciência com a própria alimentação e o que esta pode causar ao organismo, devido a hábitos errôneos. Porém, tais problemas também podem ocorrer quando se passa por stress ou ansiedade e as alimentações não são feitas de forma correta, não ocorrendo assim, a digestão da forma necessária.

Geralmente a sensação é de queimação no estômago, e isto traz ainda mais irritabilidade para as pessoas que tem tal sensação. E uma dieta equilibrada e saudável pode rapidamente resolver a maioria dos casos, exceto casos em que as dores são extremamente fortes provenientes de úlceras estomacais, necessitando assim, de tratamentos médicos mais sérios. Abaixo seguem algumas dicas básicas de cuidados no dia a dia:

- O simples fato de se evitar tomar medicamentos sem restrição e a todo o momento, já ajuda a acabar com as dores. Os próprios anti-inflamatórios podem atrapalhar a digestão saudável;
- Comer menos, sem se sentir totalmente cheio é um caminho ideal para fugir do refluxo desconfortável quando se deita;
- As refeições precisam ter hora para serem feitas, nos momentos certos e com toda a calma necessária;
- Passar muito tempo sem se alimentar pode ser extremamente prejudicial, devido a isso, é preciso comer algo saudável de três em três horas;
- Frutas, verduras e legumes devem sempre fazer parte do cardápio;
- Deitar para dormir após as refeições não é positivo, principalmente para quem tem refluxo;
- Bebidas alcoólicas e cigarro sempre serão negativos para quem tem azia;
- O café não deve ser tomado em excesso, pois destrói a mucosa do estômago que não tem tempo de se regenerar e deixa o órgão muito mais propenso à queimação devido ao ácido estomacal;
- O que muitas pessoas não sabem é que o leite deve ser evitado antes de dormir, pois estimula a secreção ácida do estômago, devido às proteínas. E deve ser tomado sempre durante o dia.

Estes são alguns dos passos para evitar estes desconfortos que acometem muitas pessoas. E é sempre bom consultar um especialista para ir mais a fundo no problema, uma vez que, pessoas que possuem a hérnia de hiato são mais propensas a azia e nem sabem disso.

Sobre o mal de Alzheimer

O Mal de Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa, que aos poucos provoca a queda de funções realizadas pelo cérebro levando à demência. As atividades diárias básicas, como relações sociais e comportamento também são afetadas, além da memória que vai se dissipando com o passar dos anos, dentre os sintomas. A princípio, é a memoria recente que se perde e posteriormente a isso, a memória de longa data também desaparece em partes. Memória esta que pode retornar e sumir novamente durante a evolução da doença. Comumente a pessoa afetada pelo Mal de Alzheimer passa a ter problemas de aprendizado, de atenção e passa a depender dos outros para as tarefas mais básicas da vida, em estágio mais avançado da doença.

Geralmente a doença atinge pessoas de idades mais avançadas como os idosos, e, atualmente no Brasil existem mais de quinze milhões de idosos, sendo que destes, seis por cento passam pela doença. Mas, há também com pouca ocorrência, pessoas jovens que podem apresentar a doença. Os idosos são dolorosamente afetados pela doença, pois junto dela também sofrem de outros problemas de saúde, e muitas vezes os cuidados não são feitos corretamente. E diagnosticar esta doença também não é tarefa fácil, onde os parentes da pessoa não notam rapidamente os sintomas ou o próprio afetado tenta esconder os sintomas iniciais, normalmente por vergonha da perda de memória.

O Ministério da Saúde implantou o Programa de Assistência aos Portadores da Doença de Alzheimer, onde o acompanhamento e tratamento para amenizar os problemas são realizados. Medicamentos que buscam melhorar o déficit de memória e calmantes são utilizados e o tratamento pode ser realizado pelo SUS.

A doença não possui prevenção ou cura mencionada por nenhum especialista, porém algumas atividades realizadas no dia a dia desde a infância são de grande ajuda para o estímulo do cérebro e manutenção dos neurônios. É importante manter sempre a atividade cerebral, com leitura, atividades de raciocínio como jogos de estratégia e inteligentes, vida social ativa como participações de atividades em grupo, gosto por musicalidade, entre muitas outras atividades simples. É sempre bom tentar forçar o cérebro a memorizar as coisas ao invés de fazer inúmeras anotações e ter tudo facilmente às mãos. Com a memória forçada, o cérebro também se exercita.

Como se prevenir de gripes e de resfriados

Com a chegada do inverno não há como evitar a gripe e o resfriado, doenças que comprometem o sistema imunológico e que podem deixar qualquer pessoa por dias de molho. A gripe, causada por vírus, sempre chega com febre e também com dores e fraqueza no corpo, sensação de mal-estar muito intensa e de peso na cabeça, e compromete severamente as atividades físicas e intelectuais do indivíduo, que pode ficar incapacitado de trabalhar ou estudar.

Já o resfriado é mais brando e seus sintomas não passam de espirros, coriza no nariz, tosse e dores leves no corpo e na cabeça. Tal como a gripe, o resfriado também é causado por um vírus, só que com uma vantagem – os sintomas sempre são semelhantes e nunca se agravam.

Para evitar gripes e resfriados as melhores indicações são a boa alimentação e uma hidratação constante durante todo o dia, que garantirão uma melhor imunidade e também a saúde do corpo. Exercícios moderados e um bom sono também protegem o corpo contra eventuais ataques de vírus. A higiene é outro item importante – lavar as mãos com água e sabão para prevenção. Porém, há alguns anos, redes particulares e públicas estão ofertando a vacina contra a gripe, considerada por especialistas a forma mais eficaz de combate às doenças.

É bom saber que a gripe não é uma doença inocente, como muitos imaginam. Se não for tratada devidamente, a gripe pode causar complicações sérias à saúde das gestantes, que são mais vulneráveis à doença, e também pessoas idosas. Com a imunidade em baixa, há probabilidades de complicações das doenças respiratórias provocadas pelo vírus, como as pneumonias, que podem provocar a morte, em situações extremas.

Com a chegada do tempo seco, é mais comum as pessoas estarem mais predispostos a gripes e resfriados. Isso porque, com a baixa umidade, os ambientes ficam mais propensos à proliferação dos vírus e, com as temperaturas mais amenas, as pessoas tendem a ficar mais próximas, o que possibilita mais casos da doença.

Se você está gripado ou resfriado, a melhor indicação é procurar um médico para aliviar sintomas como febre, dores no corpo e congestionamentos nasais. Somente um profissional habilitado poderá indicar o melhor tratamento para o seu caso e avaliar a evolução da doença.

Benefícios de uma boa noite de sono

Uma boa noite de sono se faz essencial para o organismo em todos os sentidos. Através do tempo correto e descanso do organismo, o relógio biológico se ajusta e com ele todas as funções do organismo são desempenhadas com qualidade. Em cada faixa etária, a noite de sono pode variar, onde, por exemplo, os bebês necessitam dormir durante a noite e algumas vezes durante o dia, para seu crescimento. Pessoas adultas necessitam de pelo menos oito horas de sono durante a noite, para se revitalizarem, sendo que para algumas pessoas bastam sete horas de sono. É muito importante ressaltar que uma boa noite de sono é aquela ininterrupta, onde o sono não é atrapalhado, e isso deve se tornar hábito.

O momento de dormir, quando utilizado de maneira correta permite que as pessoas permaneçam com maior concentração durante o dia, e também influencia diretamente na saúde. Problemas como obesidade podem ser prevenidos com o sono correto e uma dieta equilibrada, uma vez que o hormônio leptina é produzido nesta hora. Hormônio este que promove a saciedade. Outros problemas como hipertensão, depressão, diabetes e doenças cardiovasculares podem ser reduzidos com as horas necessárias de sono. Além de que, o tempo de sono correto ajuda a manter a boa memória e mantem a disposição para atividades físicas.

Algumas pessoas sofrem com a insônia, e este mal pode ser controlado com a ajuda de alguns alimentos que acalmam, como por exemplo, o leite, que que converte triptofano em serotonina e isso ajuda a dormir melhor. A alface, como de pouco conhecimento, possui a lactucina que tem efeito calmante, e a couve possui cálcio, magnésio e vitamina B que ajudam no relaxamento. Outros alimentos como cereais e banana também são alimentos calmantes, onde os cereais possuem vitamina B6 e carboidratos que ajudam no sono e a banana também tem a conversão de triptofano em serotonina.

Todos estes alimentos são naturais e aliados a um correto tempo de sono podem contribuir muito com o organismo. É importante ressaltar que trocar o dia pela noite também não é correto, uma vez que a alimentação é feita em horários errados, os exercícios que se faz indiretamente durante o dia também são reduzidos e a falta de sol na pele pelo menos por alguns minutos são fatos que podem influenciar também na saúde.

Atividades aeróbicas e anaeróbicas

Os tipos de atividades físicas podem se dividir em treinamento aeróbico e anaeróbico, e cada tipo se adequa melhor a uma necessidade ou pessoa que irá praticar, caracterizando-se assim, ambos os tipos como uma forma funcional de acelerar o metabolismo. O exercício aeróbico é aquele onde a pessoa trabalha seus músculos de maneira rítmica e com oxigênio, ou seja, a geração de energia pelos músculos é feita com utilização de oxigênio. Tais atividades têm um nível de intensidade e um tempo de execução contínuo, no qual diversos sistemas do corpo são estimulados, como o cardiorrespiratório, metabólico e vascular.

As atividades aeróbicas podem ser ciclismo, natação, corrida e caminhada, por exemplo. E, são mais indicadas para quem objetiva perda de peso de forma geral, sem muito fortalecimento de cada parte do corpo. Nestas modalidades, o organismo das pessoas passa a queimar lipídeos para que possa estocar os carboidratos, uma vez que os carboidratos contém os açucares e estes são utilizados na geração de energia aeróbica. Qualquer pessoa que queira queimar as calorias de forma mais rápida pode praticar estas modalidades, mas é importante a consulta com especialista para certificar que não haja problemas cardíacos entre outros que dificultam a prática destes exercícios.

Já na forma de atividade anaeróbica há uma fonte de energia que não depende do oxigênio, onde as atividades têm duração mais curta e grande intensidade. Estes tipos de atividades têm como objetivo fortalecer o músculo, focando-se apenas em alguns músculos em especial. Com esta modalidade é importante ter em mente que após o emagrecimento de uma pessoa, de forma geral com exercícios aeróbicos, a pele pode ficar flácida e os músculos fracos, sendo assim os exercícios anaeróbicos visam fortalecer estes músculos com a massa.

O que não se sabe ainda é que com quanto mais músculos fortes, maior a velocidade de queima de gordura por parte de um organismo, pois o corpo precisa de muito mais energia. Portanto, é uma ótima fonte de emagrecimento também, onde as pessoas trocam peso em gordura por peso em massa magra. Tais atividades também podem ser praticadas por qualquer pessoa que busque perder peso e se fortalecer, desde que não tenha problemas que não permitem a prática de atividades que demandem gasto de energia e força, sendo sempre importante avaliar as possibilidades com um profissional.

Ambas as atividades podem ser práticas em academias, com a ajuda de aparelhos e aulas personalizados.

 

Os benefícios ter o hábito da leitura

Uma simples atividade como a leitura promove maravilhas no cérebro e as pessoas nem se dão conta disso. Ler diariamente então pode ser muito mais vantajoso do que se imagina, pois, um cérebro que não se exercita tende a ter perda mais rápida de neurônios, além da perda de memória e funções importantes. Sendo assim, a saúde mental deve ser levada muito a sério. Em primeiro lugar, exercitar a mente lendo livros todos os dias pode ajudar a evitar doenças como o Mal de Alzheimer, onde o estímulo mental é inevitável e fica claro que o desenvolvimento e manutenção da memória são irrevogáveis.

Não somente a leitura de livros é importante, como também de jornais, noticiários, revistas e manuais de instrução, pois em tudo pode se encontrar um novo vocabulário e uma forma de escrita desconhecida. Outros fatores que muitos não dão importância, mas são de grande valia podem ser também o aumento de conhecimento em diversas áreas, o que permite o diálogo mais inteligente, o aumento do vocabulário e mais foco aliado à concentração em atividades rotineiras. Uma pessoa que consegue sentar e relaxar para a leitura diária, consegue se focar nesta atividade e se tornar uma pessoa mais concentrada em outras ações que antes não eram realizadas da maneira correta.

A novidade é que com a leitura diária é possível também reduzir o estresse, uma vez que é possível esquecer os estresses diários passados, com uma distração e leitura de uma nova história. A tranquilidade também pode ser alcançada com a leitura diária e as habilidades de escrita e pensamento crítico também se fortalecem. A leitura ainda expande a mente e permite que se preste atenção no antes não se dava valor, é crucial também para a imaginação e formadora de autoconhecimento.

É importante entender que o estímulo e gosto pela leitura devem ser feito desde a infância e que o envolvimento dos pais e professores nesta atividade é crucial. Cada idade necessita de um tipo de leitura e um tipo de vocabulário. É na infância também que se aprende com muito mais facilidade e capacidade de armazenar informações é maior, sendo assim, é a melhor fase para desenvolver este hábito e mantê-lo por toda a vida.

 

Como tomar corretamente os medicamentos

A forma como os remédios devem ser tomados em casa gera sempre dúvidas nas pessoas. E, desde 2009 a Anvisa estabeleceu que juntamente das informações da bula dos medicamentos, devem vir orientações de como o medicamento precisa ser ingerido, a fim de eliminar dúvidas em demasia. Os riscos também devem ser apresentados nas bulas. No entanto, muitas pessoas ainda possuem dúvidas sobre esta ingestão correta dos medicamentos, não leem a bula corretamente e acabam por diminuir a eficácia dos remédios ou mesmo apresentam problemas gastrointestinais entre outros.

O líquido de opinião universal para ingestão de medicamentos é a água, e não é à toa, uma vez que os medicamentos desencadeiam reações químicas diferentes quando são ingeridos com bebidas de sabores diferentes, como sucos, refrigerantes, energéticos, chás, cafés, etc. E, embora se pense que é mito que os medicamentos não devem ser ingeridos com o leite, este é um dos maiores erros, sendo que remédios como os antibióticos possuem uma substância, a tetraciclina, que reage na presença do cálcio do leite causando riscos, fato que os médicos explicam. É importante lembrar também que medicamentos não devem ser misturados com antiácidos, pois as reações químicas desencadeadas também podem ser prejudiciais ao organismo. Cada medicamento deve ser ingerido sozinho e sempre com água.

Existem pessoas que ingerem os comprimidos sem a presença de água, como facilitador. Este é outro problema desconhecido que é um grande erro e engano. Pois, o medicamento pode permanecer retido no esôfago e sua absorção acontece no local errado, que não o estômago. E retirar da cápsula nem pensar! Pois as cápsulas tem função de proteção da mucosa do estômago da pessoa que ingere o remédio. Até mesmo as medicações em gotas não devem ser ingeridas a seco, e mais uma vez, sempre com a ajuda da água que não gera reações químicas com os elementos dos remédios.

Pouco também se sabe sobre os chás, que podem modificar os movimentos estomacais, o que retarda e muito a absorção dos remédios, sendo que nunca devem ser utilizados em conjunto. Portanto, a automedicação só deve ser feita, quando um médico passa antes as instruções da ingestão e horários dos medicamentos. E é sempre bom questionar com quais facilitadores os medicamentos podem ser ingeridos por precaução.

 

Entenda tudo sobre colesterol

Todos nós sabemos que existe o colesterol bom e o colesterol ruim, mas o que ainda não se sabe ao certo é identificar corretamente qual é qual. E um dos principais enganos cometidos pelas pessoas é achar que quando o colesterol bom não está em nível satisfatório, nada deve ser feito. Ao contrário do que se pensa, é preciso sempre alcançar o nível correto do colesterol bom no organismo através da correta alimentação, assim como, baixar o nível de colesterol negativo com uma equilibrada dieta.

E é importantíssimo também ter conhecimento sobre os triglicerídeos que são gorduras presentes no sangue que devem ter seu nível correto para que não levem um indivíduo a apresentar doenças cardíacas ou mesmo hipertireoidismo. Evitar os carboidratos em excesso, devido ao açúcar, além de alimentos gordurosos e pesados contribui para manter os níveis normais. Na gravidez, o que muitos não têm conhecimento, é que os triglicerídeos sobem e é normal, mas ainda assim precisam ser controlados.

O LDL na realidade é um transportador do colesterol do sangue para os tecidos do corpo, pois este não se dissolve em água e precisa de facilitadores. É então uma lipoproteína que é produzida no fígado. Enquanto o HDL realiza o transporte também, mas de modo inverso, retirando o colesterol dos tecidos e encaminhando para o fígado a fim de realizar a excreta. E sendo assim, os HDL são considerados os colesteróis bons, e os LDL são considerados os colesteróis ruins.

O colesterol ruim advém de alimentos com gorduras saturadas, gorduras trans ou mesmo hidrogenadas. Portanto, alimentos como frituras, excessivamente industrializados, margarinas, e carnes pesadas, vilões para quem deseja emagrecer, devem ser evitados. E por mais que seja assustador, existem frutas como o coco e o abacate que possuem gorduras saturadas e devem ser ingeridas sem excesso. Ao passo que para se adquirir o colesterol bom é importante se alimentar de peixes ricos em ômega 3, 6 e 9 entre outros alimentos como grãos, aveia, óleo de girassol, aveia e mais alguns ricos em fibras que são benéficos. As fibras sempre ajudam a realizar a limpeza dos órgãos quando estes tem muito acúmulo de gordura.

Realizar exercícios aliados a boa alimentação nunca será um desperdício e pode contribuir e muito para que se mantenha os colesteróis e triglicerídeos em níveis adequados no organismo.